ACTÆ LIBERÆ



(COLETÂNEA DE PÉROLAS recolhidas no xx CAPITULO scj...)


SEGUNDO INFORMAÇÕES DO RECOLHEDOR-MÓR, já ultrapassa de U$ 300 mil a arrecadação que será entregue ao Santo Padre por ocasião da audiência que concederá à nossa Congregação. Se o nobre leitor estiver pensando que o espiríto de generosidade se apossou dos capitulares-SCJ, CALMA: mais do que atendendo a um apelo do Superior Geral, a tal generosidade é, na verdade, uma forma de agradecer ao Papa pela data do seu aniversário ter ocorrido num dia de domingo e, ainda, um pedido para que, nos próximos domingos, o Papa invente algum onomástico pois, só assim, os capitulares estarão liberados de trabalhar no dia do Senhor...

COMO TODOS DEVEM ESTAR LEMBRADOS, a questão da pertença ou não à Família Dehoniana suscitou calorosos debates tendo, inclusive, despertado questionamentos a respeito de quem são os filhos legítimos e os bastardos do Venerável Dehon... Diante de tal polêmica, chegou à redação do “AL" uma sugestão: para diferenciar os legítimos dos bastardos, faça-se o teste do DNA!

OUVIMOS FALAR QUE A PRESIDÊNCIA DO CAPITULO PREPAROU um manual com instruções para ajudar os secretários na elaboração das atas dos grupos. Entretanto, uma pergunta: porque não foi ela borado também um manual para auxiliar os Provinciais na apresentação dos relatórios de suas províncias? Já, prá começo de assunto, teria servido ao gajo lusitano que deixou a assembléia capitular em dúvidas: foi um relaOtório ou uma propaganda comercial sobre o vinho do porto? (De passagem, registre-se que até foram levantadas inquietações maliciosas se o dito cujo teria tomado alguns goles do miraculoso fruto das vinhas portenses).

POR FALAR EM VINHO, o ecônomo da Casa Generalícia anda a estranhar o aumento do consumo desta deliciosa bebida... Bem, se estivesse presente na 4a. sessão capitular do dia 22, lui teria compreendido porque, a partir de então, muitos capitulares (sobretudo os de províncias com escassez de vocações) passaram a ingerir mais vinho...

O "AL" PODE AUMENTAR, MAS INVENTAR NÃO... Mesmo não estando em tempo quaresmal, houve capitulares que jejuaram vários dias, antes do jantar em Frascatti. É que, diante da propaganda feita, haveria “porcheta" em fartura e abundância, para todos... Mas, para desespero dos que jejuantes, a propaganda foi maior do que o facto...

FALANDO EM COMIDA, fomos informados que 3 capitulares fundaram uma secção dos VIGILANTES DO PESO e fizeram um pacto: mutuamente iriam ajudar-se a ficar distante da mesa de lanches... Como o grupo é brasileiro, rolou propina no meio e o trio ficou míope entre si...

NOS ÚLTIMOS DIAS DESTA PRIMEIRA PARTE DO CAPÍTULO, um casal de indianos esteve a visitar a Cúria Geral. Não deu outra: Foram confundidos por Abraão e Sara e, pela sua nacionalidade, vários provinciais já estavam de olho nos dois, pensando que se tratava de vocações do novo grande celeiro das Índias...

UMA ESCOLHA ACERTADA: por ter participado da comissão preparatória, o atual provincial BM foi indicado para anotar e recolher as idéias que mais estão se destacando neste XXº Capítulo Geral, para posterior debates e discussões. Bem, se depender dos cochilos prolongados que são dados nas sessões pelo nomeado, não teremos muito que discutir e logo poderemos voltar prá casa...

NO RETORNO DO PASSEIO A ASSIS, nossos radares chegaram a captar altas conversações entre os provinciais do Chile e da Espanha. Já que houve passagem de monedas no meio, ficou uma indagação a respeito do que tratavam... Venda do passe de Torres ou compra missionária de Chiloé?...

QUEM PENSOU QUE AS ELEIÇÕES para o novo governo geral iriam ser tranqüilas certamente que se enganou... depois que Jorge Torres estreou no páreo, os candidatos que se cuidem! O rapaz é bom de voto!

A CONGREGAÇÃO ESTA NECESSITANDO DE UM NOVO SERVIÇO... Já na primeira semana de trabalho, um capitular havia alertado que “estamos com medo de ter medo"... Nesta segunda, através de vários grupos, veio à tona as angustias, decepções e frustrações de muitos capitulares. A exemplos de outros serviços, qual será a Província que generosamente (e urgentemente) poderá prestar um relevante serviço de atendimento psicológico/psiquiátrico para toda a Congregação?

GANHAR OU PAGAR MIL LIRAS? - No intuito de reduzir prolongadas intervenções, a mesa da presidência do Capítulo instituiu um prêmio de 1.000 liras para quem fosse mais breve. A julgar pela continuidade dos lero-leros, parece que o prêmio não foi atraente... Vai uma sugestão à Mesa: ao invés de um prêmio, por que não uma multa de 1.000 liras para os que ultrapassarem o tempo?

SAMBA DE CRIOULO DOIDO! Ouvimos de um capitular esta definição a respeito do que seja um capitulo... Nosso entrevistado justificou tal definição: começamos em ritmo de 78 rpm, depois, drasticamente, baixou para 33 rpm, outra hora, ao mesmo tempo, fica 78 e 33... No momento em que perguntávamos ao entrevistado ao que especificamente ele estava se referindo houve um “clic" (a entrevista foi censurada).

PASTORAL VOCACIONAL GLOBALIZADA - Nos primórdios era assim: “- Mestre, que devo fazer para te seguir? etc...etc... e culminava no «Vai, vende tudo o que tens e depois segue-me!" Agora, em tempos de globalização, eis um novo modelo de pastoral vocacional:

- Bom padre, que devo fazer para ser scj?

- Caro jovem, terás que ser pobre, casto e obediente..

- Quanto a isso nenhum problema: quero unicamente cumprir a Vontade de Deus; em matéria de castidade S. Luís Gonzaga perde de longe pra mim; também estou fazendo uma experiência de inserção no meio popular...

- Que bom, até já podes ir direto para o noviciado... Há, porém uma coisa ainda: quantos idiomas sabes falar?

- Modéstia a parte, sei falar bem a minha língua nativa...

- Uma coisa porem te falta: vai aprender uma outra língua, depois volta...

(Moral da estória: os franciscanos, salesianos e outros ramos religiosos agradecem ...)

MUDANÇA NA CONGREGAÇÃO: Um veterano participante de capítulos gerais confidenciou à «AL»...

- Antigamente, os grandes debates eram travados entre conservadores x progressistas... Hoje a coisa está sendo diferente: este é o Capitulo dos que querem ficar em pias exortações X os que querem propostas operativas e concretas...

NOVAS DEFINIÇÕES A PARTIR DESTE CAPITULO:

FAG: “ fundo de ajuda para gellatos"...

SOLIDARIEDADE: meter a mão no bolso (dos outros)

E POR FALAR EM FUNDO... o Capitulo não pode ser concluído sem antes esclarecer a grande duvida teológica levantada por um capitular: «O que se deve entender por participar do Fundo, apenas botar ou também tirar" ?.....

ELEIÇÕES: Ninguém duvida da validade da reeleição do Superior Geral pois tudo aconteceu dentro dos conformes... Só uma coisa ficou em aberto: por que o eleito atentamente olhava cada voto? Antes que a malícia entre no meio, tomamos a defesa do mesmo achando que não era justo o SUP. GER. desperdiçar a oportunidade de ganhar o titulo de “fac totum" do capítulo...

REALMENTE O CAPITULO ENTROU EM CLIMA ELEITORAL... Mal eleito o Superior Geral veladamente começou a campanha dos conselheiros... Nossa câmara indisreta focalizou um capitular fazendo coisa nunca vista: ao contrário dos pesados tapas que dá nas costas dos confrades, sorridentemente, estava a distribuir pedaços de chocolate no almoço do sábado... Por outro lado, há quem diga que alguns capitulares só compraram a passagem de vinda...